Área do paciente

Desculpe-nos o transtorno. Nosso sistema estará de volta ao normal em breve. Você pode pegar o seu exame na unidade em que ele foi realizado, na data informada na guia.

Fechar

Área do médico

Desculpe-nos o transtorno, estamos em manutenção. Em breve, você poderá acessar o resultado dos exames de seus pacientes em nosso site.

Fechar

UNIDADE BOA VISTA (MATRIZ)

Segunda à quinta: 6:30 às 19hs

Sexta: 6:30 às 18hs

Sábado: 6:30 às 12h (Apenas RM até às 17h)

UNIDADE PINA

Segunda à quinta: 6:30 às 19hs

Sexta: 6:30 às 18hs

UNIDADE PIEDADE

Segunda à quinta: 7 às 18hs

Sexta: 7 às 17hs

Aperte "Enter" para enviar a busca

Tumores benignos do sistema reprodutor feminino.

Saiba mais sobre o Diagnóstico e Tratamento.
Maíra Fischer
Por Maíra Fischer em 15.03.2021

Durante todo o mês de março, comemoramos o Março Lilás. Um mês para reforçar a necessidade do cuidado do sistema reprodutor feminino, prevenindo, em especial, o câncer de colo de útero e estimulando a realização de exames preventivos, como o Papa Nicolau.

Por ser um sistema complexo e com muitas particularidades e influência de hormônios, o sistema reprodutor feminino necessita de acompanhamentos constantes. É indicado que, ao menos uma vez no ano, as mulheres realizem exames preventivos como parte de sua rotina de saúde, ou mesmo, durante a gravidez.

Tumores benignos, que em sua maioria não apresentam chances de desenvolvimento de câncer, são comuns, porém também necessitam de cuidados. Os tumores benignos são aqueles formados por uma multiplicação descontrolada de células do próprio organismo, mas que não tem potencial para se espalhar por outros órgãos ou sistemas do corpo.

Tumores benignos, no útero ou ovário, podem surgir sem apresentar sintomas, mas os que apresentam, costumam ser dolorosos e mesmo sem apresentar riscos à vida da mulher, podem causar problemas de saúde como hemorragias uterinas anómalas.

Embora a maioria dos tumores benignos do útero costume evoluir sem provocar sinais ou sintomas, como já falamos anteriormente, quando se detecta a sua presença, normalmente, deve-se realizar um acompanhamento médico regular para definição da melhor conduta a ser tomada.

Converse com o seu médico sobre a necessidade de realizar exames preventivos e entre em contato com a gente para agendá-los com segurança e praticidade.